quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Prefeita Marilete inaugura neste sábado ornamentação do I Natal Ecológico na Praça central


Repetindo efeitos de anos anteriores em sua administração nas festas natalinas, a prefeita de Tarauacá Marilete Vitorino desta vez vai mais além. A prefeita inaugura no próximo sábado, 9, o projeto “Natal Ecológico”.

As luzes de Natal serão acesas na noite deste sábado e a Praça Valério Caldas de Magalhães será o palco que marcará o lançamento do “I Natal Ecológico” em Tarauacá realizado pela prefeitura. 

Será uma noite emocionante de muito iluminado com o espírito natalino. A decoração foi inspirada na fraternidade e na harmonia do Natal para proporcionar à população, um final de ano cheio de luzes e de esperança.

“No sábado será a grande festa de apresentação do projeto Natal Ecológico na Praça. Fizemos tudo com muito amor e carinho. Além de conferir beleza e alegria ao Natal na cidade, uma forma de valorizar e divulgar a produção artística local”, disse a prefeita. 

O evento acontece pela primeira vez no município e deve atrair centenas de pessoas no ato de lançamento. A prefeita Marilete Vitorino fará a apresentação oficial da atividade a partir das 20h, logo após a santa missa.

“A decoração natalina foi preparada para as famílias taraucaenses e visitantes para despertar o espírito natalino, e assim, iniciar o ano de 2018 com mais força e fé, acreditando que será um ano ainda melhor”, enseja a prefeita Marilete. Ela agradeceu à equipe da Cultura pela dedicação ao projeto.



Por: Ivo Roberto

Membro de facção que filmou esquartejamento de jovens acreanos vai a Júri Popular

Por
 Redação Folha do Acre
 -

0
Richard Rodrigues, de 16 anos, Lucas Dennedy Freire de Souza, de 20 anos, foram fotografados em cativeiro por membros de facção antes de serem decaptados
A 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco pronunciou Joalyson Nascimento da Silva nessa quarta-feira (25). O juiz de Direito Leandro Gross, titular da unidade judiciária, assinalou que o réu deve ser julgado por sua união de esforços a outros integrantes de facção criminosa, durante a execução de dois jovens na Capital Acreana.

Joalyson filmou os crimes que ocorreram no início do mês de dezembro de 2016. Nos autos do Processo nº 0003715-53.2017.8.01.0001 está relatado que após executar as vítimas os corpos foram fracionados e, para ocultação dos restos mortais, parte foi queimada e o restante foi disperso na mata. Então, ele também está acusado por colaborar nesta etapa da ação criminosa.

O Parquet apontou que este caso reflete o contexto de animosidade entre organizações criminosas, na qual têm ocorrido inúmeros ataques contra a pessoa e contra a ordem pública, com o intuito de demonstrar o poderio das facções frente à disputa por territórios e poder em todo Estado do Acre.

O juiz de Direito Leandro Gross asseverou que a materialidade do crime foi satisfatoriamente comprovada pelo laudo cadavérico, há ainda os indícios de autoria, bem como a confissão do envolvimento e outros depoimentos. Joalyson está preso preventivamente desde março do ano corrente.

Por se tratar de crime doloso contra a vida, o julgamento será apreciado pelo Tribunal do Júri, na qual o plenário prolatará o julgamento do mérito. Neste momento será ponderado sobre a procedência da denúncia e se houve coação irresistível, ou seja, será examinada a versão do acusado sobre ter sido forçado a filmar as transgressões.

Se julgado procedente, as qualificadoras do crime também terão as sanções dosadas, desta forma será avaliado, por exemplo, a torpeza do delito, pois os depoimentos apontaram que se tratava apenas de uma revanche a um atentado de facção rival.

Outra qualificadora que se destaca é o emprego de meio cruel, na qual a decapitação e esquartejamento foram filmados, e divulgados pela organização criminosa em redes sociais, com o objetivo de enaltecê-la e também servir de exemplo para possíveis dissidentes.

O Juízo determinou, por fim, que o réu não poderá aguardar o julgamento em liberdade.

Fonte: Ascom TJ

Moisés Diniz anuncia que sairá da política e não será candidato em 2018



 Por Regis Paiva - 7 de dezembro de 2017

Em uma nota breve e publicada quando ainda seria madrugada no Estado do Acre, o deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) anunciou sua saída da política e revelou não ser candidato a nenhum cargo em 2018. Sem informar o motivos, o deputado revela sair do mundo das eleições com poucos e orgulhoso de não ter participado dos esquemas políticos que, pelo entendimento da nota, teria favorecido a outros.

O parlamentar, com origem política na região de Tarauacá, passou por diversos cargos eletivos, inclusive deputado estadual e era o primeiro suplente de deputado federal da Frente Popular, tendo assumido o cargo com o afastamento do titular.

A nota breve, publicada na página pessoal de Moisés no Facebook tem apenas quatro parágrafos e é destinada aos amigos. O teor do texto deixa transparecer ter havido alguma pressão e mostra ainda um ressentimento com alguém, ainda que nomes não tenham sido citados.

Leia nota na íntegra:

“Meus queridos amigos,

Estou saindo da política, não disputarei nenhum cargo em 2018.

Depois de 21 anos de mandato, os meus bens são: a minha família, uma casa, um carro e o meu jeito inegociável de fazer política com gratidão aos amigos e respeito a quem pensa diferente.

Sei que cometi os meus erros, mas, nunca participei de esquemas pra ganhar eleição ou negociar a alma das pessoas.

Peço desculpas aos meus eleitores por tudo que deixei de fazer, de atender, de abraçar.”

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Chuvas intensas já ameaçam enchente do rio Tarauacá

Margem do Rio Tarauacá
O município de Tarauacá sofreu em 2014, uma das maiores enchentes decorrente de intensas chuvas que fizeram com que os Rios Tarauacá e Murú transbordassem atingindo grandes áreas da cidade com alagamento em vários pontos e desabrigando milhares de famílias.

Em meio ao período chuvoso, o rio Tarauacá já dá sinal de enchente e já mobilizou a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros a monitorar a progressão do nível das águas e observarem a oscilação para tentar prever uma possível cheia.

De acordo com a medição feita pela Defesa Civil na manhã desta quarta feira, 06, o Rio Tarauacá apresenta a marca de 7,40 metros, enquanto a cota de alerta é 8,50 m. O sinal de enchente desacelerou trazendo mais tranquilidade para a população.

A consequência do período chuvoso rigoroso são os sucessivos alagamentos também nas áreas urbanizadas com danos econômicos e sociais graves, como aconteceu em 2014 numa cheia histórica que atingiu a cidade, quando ao menos 5.300 famílias chegaram a ser atingidas e cerca de 91 famílias chegaram a ficar desabrigadas.


Por: Ivo Roberto

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Tarauacá: Clientes reclamam da falta de dinheiro nos caixas eletrônicos do Bradesco

Tem se tornado comum reclamações pela falta de dinheiro nos únicos dois caixas eletrônicos do Banco do Bradesco, localizado em frente ao prédio da prefeitura, na Av. Cel. Juvêncio de Menezes - no centro de Tarauacá.

Durante a manhã desta segunda feira, (04/12), clientes tentaram sacar dinheiro nos caixas eletrônicos e a mensagem exibida durante a tentativa da operação foi à mesma: “Opção indisponível no momento”.

Os caixas são abastecidos por um carro forte e não são todos os dias. Pelo fluxo de usuários que utilizam o banco, o dinheiro disponível para saque termina rápido e os clientes têm que aguardar a demora para abastecer novamente.

“Isso está prejudicando a população. Muitas vezes deixamos de honrar nossos compromissos porque o banco cai em falta com a gente”, reclama o indígena, Rock Yawanawa.

Rock afirma ainda que no último domingo (3/12) tentou fazer um saque para pagar uma conta e não conseguiu. Por isso ele vai fazer o pagamento atrasado. 

“É um dinheiro que a gente necessita e que todo mês está na conta. mas na hora que precisamos não conseguimos sacar. Tive que ir ao caixa do Comercial Mesquita na COHAB para tentar sacar e pagar meu débito, já com atraso”, finaliza. 

Por: Ivo Roberto


Vice-prefeito de Tarauacá tem moto furtada


O vice-prefeito de Tarauacá, Chico Batista teve sua moto furtada na última tarde de domingo (03) no Bairro dos Borges quando estacionou o veículo próximo ao barranco de um porto do Rio Tarauacá e, por ironia do destino esqueceu a chave na ignição.

A polícia foi acionada rapidamente, mas não conseguiu localizar o elemento que se evadiu sem deixar pistas tomando rumo ignorado.

Chico Batista registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia, mas até o final da edição dessa matéria, a moto ainda não tinha sido localizada. A moto é uma Bros, cor vermelha e branca; placa OXP 9679.



Por: Ivo Roberto

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Agência Central do Bradesco em Tarauacá não oferece segurança para clientes e sistema de atendimento deixa a desejar


Agência Central do Bradesco -Tarauacá
A agência Central do Bradesco em Tarauacá está deixando a desejar na prestação dos serviços aos usuários da instituição, sejam eles do sistema público ou privado.

Um dos principais problemas que tem causado frequente transtorno para os clientes é o reduzido número de terminais eletrônicos, pois a agência conta com apenas dois para atender demanda.

Outra negligência do banco é com a falta de vigilantes e a inexistência do sistema de câmeras de segurança na agência deixando os clientes vulneráveis a ações criminosas sem poder ser registradas.

Na última quarta feira, 28/11, por exemplo, uma senhora que estava na agência para sacar seu benefício foi ludibriada por um elemento que se ofereceu para fazer o saque pra ela (senhora), porém, ao sacar o dinheiro fugiu com o benefício da aposentada.

A polícia esteve no local do acorrido mais nada pôde fazer, além de interrogar algumas pessoas que estavam presenciaram o momento da ação criminosa, entretanto, ninguém soube dar detalhe das características do elemento.

Como a instituição bancária não possui o sistema de câmeras de segurança — que poderia ter registrado o ocorrido — a senhora aposentada simplesmente ficou no prejuízo. E agora? Quem vai pagar o pato?

Tentamos falar com o gerente da agência local, mas nossa equipe não conseguiu localizá-lo.

Ivo Roberto


GOVERNO DO ACRE UNIFICA PAGAMENTO DE SECRETARIAS E CAUSA INDIGNAÇÃO NOS SERVIDORES

Agência de Tarauacá
Atualmente, os servidores estaduais recebem o salário no último dia útil do mês, o que tem causado grande insatisfação por parte dos funcionários, já que as filas se tornam extensas e a demora é ainda maior. 

Em Tarauacá a agência bancária não comporta a demanda de servidores. As extensões do Banco do Brasil instaladas na Ricardo Galeria e Posto do Mourão não têm cédulas de dinheiro, e a única solução é mesmo procurar a agência central. 

São 76 secretarias do Estado que o governo deixa para efetuar o pagamento unificado dos servidores, e o pior: é só no último dia útil de cada mês.

Uma servidora inconformada com a execrada situação detonou ‘’Como pode um governo insensível não ter noção do tamanho do transtorno que causa aos servidores. Além do mais existe uma única agência para atender toda demanda. Isso é inaceitável’’, reclama.

Além de os servidores estaduais receberem os seus vencimentos no último dia útil do mês, o serviço de atendimento na única agência que funciona, muitas vezes tem apenas um caixa eletrônico abastecido com dinheiro. 

E têm mais, todos os pagamentos de servidores estaduais ativos e inativos são efetuados apenas pela agência do Banco do Brasil gerando um grande tumulto, sem falar nos aposentados do INSS e pensionistas que também recebem na mesma Instituição bancária. 





Ivo Roberto

terça-feira, 28 de novembro de 2017

'Policial que não mata não é policial', diz Bolsonaro


Defensor da liberação do porte de arma, deputado volta a apoiar a ditadura militar durante evento em São Paulo

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo
27 Novembro 2017 | 15h28

Defensor da liberação do porte de arma para toda a população, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou que "policial que não mata não é policial" ao ser questionado sobre a questão da segurança pública no Rio de Janeiro, durante evento realizado pela Revista Veja, em São Paulo. Para ele, policiais envolvidos em autos de resistência nem sequer deveriam ser investigados.

O deputado também voltou a defender a ditadura militar (1964-1985), considerou o general Emílio Garrastazu Médici o melhor presidente do período e afirmou que não é possível “falar em golpe, não” já que o presidente João Goulart (1961-1964) teria sido cassado pelo Congresso.



ECONOMIA

O deputado disse que, se eleito, convidará o economista Paulo Guedes, sócio da BR Investimentos e fundador do Banco Pactual, para comandar a economia. “Eu fui atrás dele. Fizemos um levantamento de com quem a gente poderia conversar e aceitasse conversar comigo porque tem gente que não aceita. Pedi para ele um milagre, estamos namorando. Estamos apenas mão na mão”, afirmou.

O deputado disse ter encomendado um “milagre” ao economista que consiste em manter o tripé econômico, aumentar a arrecadação sem subir impostos, implementar uma reforma da Previdência que não penalize os militares e desburocratizar a economia.

“Ele disse que é possível”, afirmou Bolsonaro. “Eu comprei os ingredientes e quem vai fazer o bolo seria Paulo Guedes”, completou. O presidenciável recentemente foi alvo de controvérsia ao admitir em uma entrevista que não entende de economia.

Segundo Bolsonaro, foram feitas duas reuniões que somam oito horas com o economista. A próxima deve ser na próxima segunda-feira.

O próprio Bolsonaro também citou o senador Magno Malta (PR-ES) como alvo de especulações para ser seu candidato a vice, mas afirmou que por enquanto são apenas boatos.


Bolsonaro tentou arrefecer o discurso agressivo e falou várias vezes em “caneladas” que teria dado no passado e que hoje daria respostas diferentes para temas do passado. Durante entrevista ao jornalista Augusto Nunes, o deputado chegou a dizer que não é “contra o casamento gay, mas contra o material escolar (anti-homofobia feito no governo Luiz Inácio Lula da Silva)”.


APLAUSOS

O parlamentar foi aplaudido várias vezes pela plateia do encontro. Uma delas quando disse que “ninguém aqui vai chorar” se uma bomba caísse no Congresso Nacional.

Um dos que aplaudiram Bolsonaro foi o empresário Oscar Maroni Filho, dono da boate Bahamas. “Quem mais me chamou atenção foi o Bolsonaro. Ou melhor, o segundo foi o Bolsonaro e o primeiro foi o Sérgio Moro (juiz responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância)”, disse Maroni, que pagou R$ 1 mil pelo ingresso.

Fonte: O Estadão 

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

VICE-GOVERNADORA NAZARÉ PRESTIGIA ATO DE FORMATURA DO QUERO LER E ANUNCIA NOVA ETAPA DO PROGRAMA EM TARAUACÁ

22/11/2017


Foi uma noite de Gala. O auditório do Clube das Acácias superlotou e se tornou pequeno para receber os 457 formandos do Programa Quero Ler, na noite desta terça feira, 21 de novembro.



O evento contou com presença da vice-governadora do Estado, Nazaré Araújo, da coordenadora Estadual do Quero Ler, Maria Augusta, coordenadora do Núcleo de Educação, professora Francisca Aragão, do coordenador local do Programa, Francisco das Chagas (Moço), vereadores, entre outras autoridades.

Na abertura, uma série de apresentações culturais antecedeu o início do evento. Na platéia, formandos e familiares comemoravam o resultado, considerado um divisor de águas na alfabetização de quem não teve oportunidade de sentar no banco de uma escola na idade regular.

“Às vezes a gente ia atrás de comprar algum objeto e não conhecia o valor que estava na etiqueta. Então pra mim o Programa foi maravilhoso e a equipe é muito boa, conheci novas pessoas em sala de aula e fiz novas amizades e pra mim uma grande vitória”, declarou a senhora Maria Zenilde, 59 anos.

Para a coordenadora estadual do Quero Ler, Maria Augusta, “quando se trata da alfabetização daquelas pessoas que não sabiam ler e escrever significa um grande avanço para o Estado e 100% para cada município que aderiu ao Programa”, disse. 

‘’Este é um momento de alegria de realização, o resultado do trabalho de uma equipe de governo, especialmente de uma equipe de professores empenhados e alunos motivados, e o Quero Ler é um Programa que tem uma boa metodologia destacou coordenador local, Francisco das Chagas (Moço):

‘’O Quero Ler é uma ação de alegria, de orgulho, de prazer de trabalhar, porque estamos resgatando a cidadania dessas pessoas que há tanto tempo tentaram se alfabetizar e desistiram por razões diversas e hoje eles estão realizando esse sonho de receber o certificado de alfabetizados, na proposta de continuar os estudos no 1º segmento da EJA, destacou a professora Francisca Aragão.

‘’O Programa Quero Ler chega tão perto do desejo das pessoas de conhecerem as letras, de ler, de escrever. Nós vimos nessa noite aqui um depoimento de uma pessoa com mais de 60 anos de idade e outra de 82 anos com tanto alegria, com tanto brilho recebendo o certificado. Muitas dessas pessoas abriram mãos de suas outras tarefas de suas vidas para hoje serem alfabetizadas. Parabéns a todas as secretarias de educação e toda a equipe envolvida que conduziram o Programa até aqui, para a realização do sonho de muita gente, parabéns’’, enfatizou a governadora. 

Ao final de sua fala, a governadora anunciou a continuidade do Programa, com o lançamento da 2ª etapa do Quero Ler com mais 48 turmas, num total de 545 novos alunos. 

Outros 250 alunos da zona rural que foram alfabetizados receberão a certificação, em um evento que a Secretaria de Estado de Educação por meio da coordenação do Quero Ler vai realizar nas próprias comunidades. 

O Quero Ler é um Programa criado por Tião Viana em seu segundo mandato e tem o audacioso objetivo de eliminar o analfabetismo no Acre até 2018, atendendo mais de 60 mil pessoas. Na primeira etapa em Tarauacá, foram inseridos no Programa, mais de 700 alunos com empenho maior na zona urbana sendo que todos já estão alfabetizados. 






quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Justiça pede penhora de terras do apresentador Ratinho no Acre avaliadas em R$ 225 milhões

Carlos Massa, o Ratinho
O apresentador do SBT, Carlos Massa, o Ratinho está passando por uma blitz promovida pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, órgão do Ministério da Fazenda, que busca seus bens para quitar a dívida tributária de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda.

Segundo informações da revista Época, sua fazenda no Acre, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados para garantir o pagamento da dívida. Foi solicitado à Agência Nacional de Aviação Civil que informasse sobre as aeronaves em nome de Ratinho.

A defesa do apresentador e empresário está contestando a cobrança na Justiça, pois discorda da metodologia aplicada para calcular o imposto.

 Publicado por Letícia Mendonça


Prefeita Marilete inaugura neste sábado ornamentação do I Natal Ecológico na Praça central

Repetindo efeitos de anos anteriores em sua administração nas festas natalinas, a prefeita de Tarauacá Marilete Vitorino desta vez vai...